jusbrasil.com.br
23 de Outubro de 2019

Promotora se nega a sentar ao lado de advogados e audiência é suspensa

Jusdecisum, UX Designer
Publicado por Jusdecisum
há 6 meses

Resultado de imagem para mulher chefe humilha funcionario

Uma audiência em Eusébio/CE teve de ser suspensa em razão de um desentendimento entre a juíza que presidia a sessão e uma promotora de Justiça. A representante do MP ficou em pé durante a audiência porque não quis se sentar ao lado dos advogados e das partes, invocando prerrogativa do MP de se sentar à direita do juiz e ter um espaço destinado em frente à mesa.

Por determinação da magistrada, audiência está suspensa até que a Corregedoria de Justiça se manifeste.

Consta no termo de audiência que a sessão deixou de se realizar porque a promotora insistiu em permanecer em pé, negando-se a tomar assento no lugar de costume, ao lado dos advogados e das partes.

Segundo o documento, a magistrada que presidia a audiência passou a sentar no lugar que a promotora se “recusou expressamente a aceitar, apesar de disponibilizado o assento”.

Em vídeo gravado durante o imbróglio, a juíza diz “Eu vou sentar aqui, junto das partes, a senhora sente lá na cabeça da mesa, por mim não tem problema nenhum”. Ao que a promotora respondeu: “Não tem nenhum sentido em sentar na cabeça da mesa porque não é a minha prerrogativa”.

Assim, a juíza determinou a suspensão desta e das demais audiências estão suspensas até que a Corregedoria de Justiça se manifeste.

Fonte: Migalhas

Mais notícias e artigos

==> Promotor desenvolve método de estudos que o fez ser aprovado no MP e disponibiliza para advogados e que desejam ingressar na Promotoria do Ministério Público.

==>>DR: Arruda Alvim e DRa: Teresa Arruda Alvim Wambierlançam curso sobre o CPC/2015 [Ler]

==>>Correção do FGTS - Como advogados devem proceder para buscar a correção do FGTS para seus clientes ! [Ler]

==>>Como elaborar peças processuais relacionadas aos recursosfrente às alterações e novidades trazidas pelo CPC 2015 ?

==>> Como entrar com pedido de restituição de cobrança indevida de ICMS na conta de luz para seus clientes !

2 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Parabéns à Juíza que soube demonstrar, por sua atitude, o absurdo do que ocorreu na fatídica audiência. continuar lendo

Típico episódio de "promotorite-jus-contaminandi". Tem ocorrência eventual, porém atinge boa parte das comarcas do país.
Nesse caso específico, nem mesmo o soro aplicado pela magistrada surtiu efeito... afinal, que se explodam as partes, o importante é o status da promotora.
Edson Luiz Perin
Cuiabá - Mt continuar lendo